domingo, 19 de novembro de 2017

Passivamente... - Etelma T. de Souza

Primeiro a gente tira a Dilma e depois... Depois...🤔🤔🤔🤔
Depois a gente aceita passivamente a retirada de direitos trabalhistas, previdenciários e humanos!
Depois a gente aceita passivamente que mulheres estupradas sejam condenadas a mais uma violência: caso engravidem, serão OBRIGADAS a ter o bebê, porque se abortarem serão CRIMINOSAS e irão para a cadeia. Enquanto o estuprador provavelmente ficará solto para estuprar mais mulheres! E isso decidido por 18 homens, pela bancada evangélica, por homens fanáticos, fundamentalistas, moralistas sem moral alguma!
Depois a gente aceita passivamente a regulamentação do TRABALHO ESCRAVO! Depois a gente aceita passivamente que o Brasil seja saqueado pela corja no congresso e governo federal!
Depois a gente aceita passivamente que rasguem a Constituição Federal e a bancada evangélica traga mais atraso para o país, impondo seus princípios religiosos e acabando com financiamento às artes e manifestações populares. "Alô, Rio de Janeiro! Aquele abraço!...".
Depois a gente aceita passivamente que a bancada bbb (bala, boi e bíblia) legisle em causa própria e aumente suas fortunas às custas da precarização do trabalho e retirada de direitos adquiridos! A gente aceita passivamente que essa bancada bbb traga ainda mais atraso ao Brasil!
Depois a gente aceita passivamente que temer gaste QUINZE BILHÕES em emendas para que seus pares não permitam que as investigações sobre seu desgoverno continuem!
Depois a gente aceita PASSIVAMENTE a isso tudo e muito mais e BERRA contra a nudez e sexualidade alheias! Porque isso sim é uma pouca vergonha para o brasil (minúsculo mesmo, simbolizando um brasil apequenado por essa onda conservadora que só nos atrasa!)!
A roubalheira, o atraso de séculos que estão nos impondo não é nada!!!... O que incomoda mesmo é a liberdade de expressão!...
Parabéns, paneleiros, coxinhas e não coxinhas que iam à Paulista e outros lugares brasil afora, com a camisa da corrupta cbf, bradar contra a corrupção e agora ACEITAM e ASSISTEM PASSIVAMENTE o desmonte do Brasil!
Não era pelos R$ 0,20 centavos! Jamais foi por R$ 0,20! Sempre foi pelo domínio e desmonte do Brasil pela oligarquia dominante que assalta o país e o POVO BRASILEIRO há 517 anos!...

Agora é por essa oligarquia renovada e favorecida por essa passividade toda!...
Leia Mais ››

terça-feira, 24 de outubro de 2017

"Quantos rostos de Jesus são possíveis?" - Etelma T. de Souza

"Quantos rostos de Jesus são possíveis?"...
Essa frase foi dita por um dos religiosos presentes ontem na apresentação da peça O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu, na igreja anglicana.
Estavam presentes representantes de diversas religiões: espírita, católica, evangélica, judaica, afro...
O religioso em questão explicou que fez faculdade de Teologia e na matéria chamada cristologia estudavam os possíveis rostos de Jesus.
Achei demais!
Bora refletir!
Quais são os possíveis rostos de Jesus?
Estabeleceu-se aquele de olhos claros, cabelos compridos, cara de bonzinho, ouso até mesmo dizer cara de rico...
Mas, quais são os outros rostos possíveis?
Jesus menino, negro, oriental, afro.
Jesus pobre, mas com face de pobre e não aquela.
Jesus com cara de mal, por que não?
Jesus menina, Jesus mulher!
Por que não???
Por que Jesus não pode ter tantas faces?
Vemos que nossa sociedade aceita melhor o de aparência nórdica.
Mas, alguns também aceitam Jesus com outros rostos.
Há aceitação, pequena mas há, de Jesus negro.
Até mesmo de Jesus mulher...
Só não aceitam que um dos rostos possíveis de Jesus possa ser Jesus mulher TRANS.
E por que não aceitam???
Por que Jesus não pode ser uma mulher trans?
Simples: porque o preconceito impera em nossa sociedade.
E o que é o preconceito se não a mera expressão de ignorância?
Da mais profunda e extrema ignorância!
Faço um convite à reflexão, à informação, ao conhecimento.
Procurem saber mais sobre a população trans.
Procurem conhecer o texto da peça.
Assistam a peça!
Deixem de ser meros reprodutores de discursos alheios, impregnados de mentiras e preconceitos.
Vamos combater o preconceito!
E para isso, precisamos de conhecimento!
Precisamos estar abertos ao diferente!
Vejam, foram diversos religiosos que participaram da apresentação da peça e debate. Todos deram seu apoio! Contribuíram para desmistificar visões distorcidas dentro de igrejas, templos, terreiros...
Provavelmente sua religião estava representada ali também!
Então, supere a ignorância!
Busque o conhecimento e diga NÃO ao preconceito e SIM à vida!
Seja que vida for!
Diga SIM às diversas faces de Jesus!
Diga sim à possibilidade de um dos rostos de Jesus ser mulher trans!
Vamos dar nosso apoio à peça, que possa ser levada a todos os cantos do país!
Vamos dar nosso apoio à atriz, Renata Carvalho!
E, sobretudo, apoiar a causa da população trans!


Leia Mais ››

Divinas divas: visíveis e invisíveis - Etelma T. de Souza

Estou com vontade de trabalhar com a população T - travestis, transgêneros e transexuais.
De onde vem essa vontade e interesse?
Há alguns meses, assisti a pré-estreia de Divinas Divas, que foi seguido por bate papo com elas.
O filme é ótimo!
Traz elementos que ignoramos sobre a trajetória delas, os sofrimentos por que passam, as dificuldades na sociedade e com a família...
As Divinas Divas conseguiram se estabelecer, se impor, mas, também tiveram que enfrentar preconceitos, violências diversas.
Sobressaíram-se, tornaram-se artistas e isso foi um dos motivos que colaboraram para a sobrevivência delas.
Hoje, ainda temos muito preconceito e violência contra essa população, mas, imaginem na época dessas pioneiras!...
Elas são a primeira geração de travestis brasileiras, estão com idade por volta dos 70 anos e mais.
Imaginem o que não passaram há cerca de 50 anos!?...
São pioneiras em muitas coisas.
São bravas guerreiras!
Mas, sobretudo, sobreviventes!
Foram submetidas a diversos procedimentos experimentais para mudanças no corpo. Muitas morreram...
Em decorrência disso e das violências de que eram e ainda são vítimas!
Foram internadas em hospitais psiquiátricos por suas famílias, simplesmente porque não aceitavam terem filhas travestis!
Outro fato a ser destacado, é que muitas acabam na prostituição por falta de alternativas. Não conseguem trabalho devido ao preconceito.
Foi ali que soube que a expectativa de vida da população T é, em média, 35 anos!!!
Apenas 35 anos!!! Índice muito menor do que os 5 países com menor expectativa de vida (Lesoto - 48,86 anos; República centro-africana - 51,04; Afeganistão - 52,72; Suazilândia - 53,88 e Somália 54,1) (disponível em: https://medium.com/jornalismo-de-dados/4-dos-5-pa%C3%ADses-com-menor-expectativa-de-vida-s%C3%A3o-africanos-42f8c322ed14).
Vítimas de violências diversas que começa com o preconceito, a não aceitação do diferente.
Então, além de poder curtir um belo filme e bate papo, ainda aprendi um pouco sobre essa população.
E daí veio o interesse. Comecei a pesquisar, ler, estudar... Quero entender mais e poder contribuir de alguma forma.
Nessas pesquisas, encontrei a página Travestis e Transexuais Brasileiras - muito interessante - e aprendi mais um pouco (é dessa página a foto com as estatísticas).
Agora, devido à onda de censura, pude saber da peça, e vou assistir segunda-feira, O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu. E tenho certeza de que aprenderei um pouco mais.
Também cheguei à página da atriz, Renata Carvalho, que foi muito atenciosa e merece todo sucesso! Só o que está enfrentado para conseguir consolidar suas apresentações já é digno de admiração! Mais aprendizado...
E, por saber desse evento, também tomei conhecimento da Casa Florescer , que acolhe travestis e mulheres transexuais. Vou fazer minha doação na segunda e também quero conhecer pessoalmente a casa.
Enfim, vou continuar meus estudos e quero conhecer essa realidade de perto. Quero me aprofundar e poder fazer algum trabalho em prol delas.
Hoje, nas artes, temos nova geração de Divinas Divas (Liniker Barros, As Bahias e a Cozinha Mineira, Renata Carvalho, Pabllo Vittar e outras...
Estão se consolidando, conquistando seus espaços. Também são bravas guerreiras! Enfrentaram, e acredito que ainda enfrentam, diversos obstáculos para conseguirem se impor! Porém, estão aí, se consolidando.
Mas, e as Divinas Divas invisíveis?...
Para finalizar, indico a todos, mas, principalmente aos PRECONCEITUOSOS, que assistam Divinas Divas (Netnow) e Dores de Amor (na web: https://www.youtube.com/watch?v=noAtrDYj8vM).
Sugiro também procurar saber um pouco mais da realidade e das violências que vitimam a população T.
E, se mesmo assim, não conseguirem vencer o preconceito e continuarem disseminando besteiras na internet, então só posso deduzir que têm uma pedra no lugar do coração!...


Leia Mais ››

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

O show de Cida Moreira no Sesc Ipiranga - Etelma T. de Souza

O show de Cida Moreira (10/01/16 – Sesc Ipiranga) foi simplesmente maravilhoso!
Que saudades de ver um espetáculo seu!...
Ou, como a própria disse: "Eu não tenho saudades, tenho lembranças"...
E minhas lembranças remetem a Bilbao Cabaré...

Durante o show, Cida Moreira disse que tinha cds à venda.

Perguntei:
— Você vai autografar hoje?
Ela respondeu:
— Claro. Como sempre faço. Algum dia não autografei? (ressalto que falou muito bem humorada).
Risadas. Ela voltou ao piano, mas, antes falou:
— Senti uma ponta de cobrança...
Risadas. Eu:
— Não, é que o último show seu que vi foi Bilbao Cabaré...
Ela:
— Bilbao Cabaré??? Você sabe de que ano é?
Risadas...
Eu:
— Melhor não falar...
Cida Moreira:
— É de 1989, nem eu tinha nascido ainda...
Kkkkkkkkk

Ela realmente é maravilhosa!

Voltando ao show.
Surpreendi-me com o repertório e vou destacar apenas algumas músicas para não alongar-me muito.
Começo com uma de que gosto muito e não conhecia com ela: Uma canção desnaturada.
Chico Buarque é genial (compositor), mas Cida Moreira interpretando Uma Canção Desnaturada é insuperável!!!
Aliás, Cida Moreira é insuperável em suas interpretações!

Ah, cantou Dolores Sierra... Amo!...
Amo tango! Amo cabaré e tudo o que remete a cabaré... rsrsrs
Cida Moreira interpretando tango então!...
E cantou outros...

Ao interpretar Os Açougueiros Felizes (pena que ainda não tem vídeo de Cida Moreira com mais esse tango...) apresentou-nos novo compositor (Boris Vian) e cantora (Letícia Coura – que fez a versão brasileira).
A música é simplesmente maravilhosa! Inicialmente lembra composição de tragédia grega (outro gênero que amo rsrs). É fantástica!

Então vem versos esclarecedores:

                    “Esse é o tango da Polícia Militar
                    Grande orgulho do povo brasileiro
                    Esse é o tango da violência salutar
                    Esse é o tango homenagem ao coveiro”

No início, rimos um tanto (é tanta desgraça que chega ao tragicômico... Isso, sem falar na magnífica interpretação de Cida Moreira!) e ao chegar a esses versos, para mim reveladores, esclarecedores, riram. Não entendi do que... Enfim, dá margens a diversas interpretações... (clique aqui para ver a letra na íntegra).

Mas, a maior surpresa para mim foi no momento do Bis.
Cida Moreira voltou e foi logo falando:
— Não me peçam para cantar Geni...
Risadas.
A plateia palpitando sobre o que cantar. Ela pensando, escolhendo.
De repente alguém pediu:
— Back to black!
UAU!!! Não acredito! Amo Amy Winehouse! Amo essa música! É uma de minhas preferidas! E naquele momento imaginei que seria demais a interpretação de Cida Moreira!
Momentos de suspense enquanto decidia e...
Back to Black!
Realmente demais! Surpreendente!
Saio de lá inebriada!
Foi muito emocionante.
Claro, chorei em alguns momentos... E, claro, comprei o cd, levei para autografar e tirei fotos com Cida Moreira...

Que SHOW! De interpretação, de piano, de musicalidade, de simpatia!... O tempo todo dialogando com a plateia...

Enfim, fiquemos atentos, pois ela fará alguns shows do espetáculo Soledade, em São Paulo. Irei a tantos quanto conseguir...

Muito obrigada, Cida Moreira, por nos brindar com esse grande espetáculo logo no início do ano!
_______________
PS: Também quero registrar um agradecimento especial a uma pessoa da equipe: Luci (ou Lucy?) Traça...

PS2: Após escrever o texto, e não vou alterar, fui pesquisar o “novo” compositor: Boris Vian – nascido em 1920 (falecimento em 1959)... Bem, não deixa de ser novo, pois só agora conhecemos...
Leia Mais ››

terça-feira, 9 de junho de 2015

Falácias como argumentos favoráveis à redução da maioridade penal - 1 - Etelma T. de Souza

A partir de hoje, postarei alguns tópicos desconstruindo os argumentos favoráveis à redução da idade penal.
Em cada post, trabalharei com um. A ideia é mostrar o quão frágeis são os tais "argumentos", pois não há base que os sustentem. Não resistem a análises e confrontos com a legislação vigente.
O tema de hoje é o argumento de que "adolescente pode fazer o que quiser que não pega nada". Vamos ver que não é assim. Que todo adolescente, a partir de 12 anos, em autoria da ato infracional, responderá por isso.
Então, vamos lá!
________________________

É importante as pessoas saberem que qualquer adolescente, e a partir de apenas 12 anos, responde por seus atos infracionais, ao contrário do que parcela da sociedade, induzida pela velha mídia, pensa.
E responde judicialmente desde atos mais leves, por exemplo quebrar uma vidraça (ato infracional de dilapidação de bem público ou privado) a atos mais graves (como assassinato).
São (seis) medidas socioeducativas a serem aplicadas de acordo com a gravidade do ato praticado:

- advertência;
- obrigação de reparar o dano;
- prestação de serviços à comunidade (PSC);
- liberdade assistida (LA);
- semi-liberdade;
- internação.

Infelizmente, temos problemas relacionados à falta de funcionamento de instituições, que não cumprem suas funções de fato.
Se as instituições funcionassem corretamente, a situação seria outra.
A ficha desse adolescente, ao completar 18 anos, não fica limpa, como disseminam e reproduzem por aí. A questão vai além disso.
Os atos praticados por ele e a medida aplicada, continuam acessíveis ao Judiciário, polícia, sistema prisional. O que acontece é que antes ele respondia como adolescente e a partir dos 18 anos responderá como adulto. É bem diferente. Ou seja, a partir dos 18 anos estará sob outro regime judiciário e penal. O que fez antes dos 18 anos, será de conhecimento, mas, como já pagou por seus atos, não pagará novamente. Pagará por novos atos e como adulto.
Portanto, um dos argumentos favoráveis à redução da idade penal, qual seja, o de que "adolescente pode fazer o que quiser que não pega nada" é uma falácia.
"Pega" sim e "pega" pesado.
Se observarmos bem, há medidas socioeducativas (essas que são tão criticadas pelo nome, mas um tanto complexas na execução) que se assemelham às penas para adultos, como a PSC, semi-liberdade e a internação (correspondente à prisão para adultos). Mas, se há algumas semelhanças, há diferenças. Por exemplo, um adulto tem diversos recursos a que recorrer após se sentenciado a uma pena por ter cometido crime. O adolescente não tem esses recursos. A partir do momento em que o/ a juiz/ a proferir a sentença, ele deverá cumprir. E será avaliado periodicamente, o que pode acabar implicando em aplicação de outra medida.

Quem quiser saber mais a respeito, é só consultar o ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente. As medidas  socioeducativas e explicações estão no art. 112.


Leia Mais ››

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA)

Que tal saber um pouco mais sobre o CONANDA - Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente? Segue um breve informativo, mas bem esclarecedor.
Para sabe mais, é só clicar abaixo.                      

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente - CONANDA é um órgão colegiado permanente de caráter deliberativo e composição paritária, previsto no artigo 88 da lei no 8.069/90 – Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Integra a estrutura básica da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR).

 Breve histórico
A CF de 1988 e a promulgação do ECA traz um novo olhar sobre a infância e a adolescência, ao incluir diretrizes da Convenção Internacional dos Direitos da Criança, aprovada por unanimidade na Assembleia Geral das Nações Unidas, em 20 de novembro de 1989, e assinada pelo Brasil em 26 de janeiro de 1990.
O Brasil é um dos poucos países que prevê legalmente a constituição de conselhos paritários e deliberativos na área das políticas para crianças e adolescentes, assim como a estruturação de conselhos tutelares eleitos pelas próprias comunidades.

Algumas das principais pautas do CONANDA são:
  • o combate à violência e exploração sexual praticada contra crianças e adolescentes;
  • a prevenção e erradicação do trabalho infantil e proteção do trabalhador adolescente;
  • a promoção e a defesa dos direitos de crianças e adolescentes indígenas, quilombolas, crianças e adolescentes com deficiência;
  • criação de parâmetros de funcionamento e ação para as diversas partes integrantes do sistema de garantia de direitos; e
  • o acompanhamento de projetos de lei em tramitação no CN referentes aos direitos de crianças e adolescentes.

 Finalidades e competências
Estão entre as principais competências do conselho:
  • buscar a integração e articulação dos conselhos estaduais, distrital e municipais e conselhos tutelares, assim como dos diversos conselhos setoriais, órgãos estaduais e municipais e entidades não governamentais;
  • acompanhar o reordenamento institucional, propondo modificações nas estruturas públicas e privadas;
  • oferecer subsídios e acompanhar a elaboração de legislação pertinente ao tema;
  • promover a cooperação com organismos governamentais e não governamentais, nacionais e internacionais;
  • convocar, a cada dois anos, a Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.
  
Composição
Conanda é um órgão colegiado de composição paritária integrado por 28 conselheiros titulares e 28 suplentes, sendo 14 representantes do Poder Executivo e 14 representantes de entidades não-governamentais que possuem atuação em âmbito nacional e atuação na promoção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes.
_____________________________________________
Coordenação-Geral do Conanda
Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da RepúblicaSetor Comercial Sul - B, Quadra 9, Lote C, Edifício Parque Cidade Corporate, Torre "A", 8º andar,Brasília, Distrito Federal, BrasilCEP: 70308-200Telefones: 61. 2025.3525 / 3524 / 3534 / 9192 / 3698 / 9689 / 9866Fax: 61.2025.9604conanda@sdh.gov.br


Leia Mais ››

sábado, 16 de maio de 2015

A greve dos professores de SP e o roubo do celular na Sé: CULPA DA DILMA! - Etelma T. de Souza



Nesta sexta, 15 de maio, por volta das 18h estava na praça da Sé para ir a Moema, onde tinha consulta agendada para as 19h15. Após 25 minutos de espera no ponto final de um ônibus que não aparecia, e alguma oscilação, decidi buscar outras alternativas. Um ambulante passou e nos disse que os motoristas haviam entrado em greve novamente. Começou um burburinho… Entraram, não entraram...
Fui até o início da fila perguntar se tinham visto ônibus quando chegaram e horário. Havia saído um às 17h30… Eram 18h25 e logo concluímos que dificilmente teria esse ônibus. As pessoas acostumadas a pegarem essa condução, diziam que o intervalo, em dias complicados, não passava de meia hora...
Fui até o largo S. Francisco e nada de ônibus. Decidi ir até a praça da Sé para tentar outras opções. Nisso, começamos a ouvir alto-falantes, carro de som. Eram professores da rede estadual de ensino, que estão em greve há 64 dias e começaram a se concentrar na região.
Incertezas… Pessoas dizendo que não teria ônibus, alguns ônibus passando lentamente em outro sentido e o trânsito começou a parar nas ruas próximas a Sé. Princípio de caos. Foi quando alguém gritou:
CULPA DA DILMA, aquela safada!
Enquanto isso, calculei meu tempo e achei que ainda dava para ir à consulta, apesar de arriscado, mas também pensava em voltar para casa. Poderia ir até a Ana Rosa… Nessa indefinição, resolvi andar pela Sé. Desci no metrô, pensei em pegar para casa, mas a linha vermelha nesse horário é um horror e hoje, exatamente hoje, faz 30 dias que passei por cirurgia (retirada de vesícula). Não, não daria para encarar o empurra-empurra no metrô. E eu nem levara meu atestado, pois com ele poderia ir no vagão reservado, porém, mesmo esse, em horário de pico é lotado e tem empurra-empurra…
Atravessei e fui até o outro lado da Sé. Ao sair da estação, deparei-me com a tropa de choque preparada para enfrentar bandi…, não, pera…
Andei mais um pouco e... outro contingente da tropa de choque. Fui em direção ao som, pois, a essa altura, decidira participar um pouco do movimento dos professores.
Andei mais e resolvi recuar (deprimente demais olhar para vários lados e ver a tropa de choque pronta para atacar professores e, sério, fiquei com medo...).
Voltei e em frente a Catedral tinha mais um grupo de professores. Fiquei um pouco e decidi ir embora, optando por pegar um ônibus direto para casa, mesmo que demorasse para sair dali.
Nesse momento, o trânsito começava a andar um pouco, muito lentamente, mas andava, assim como os professores que andavam para chegar à Av. 23 de Maio.
Enfim entrei no ônibus e fui sentar lá atrás.
Saímos. Andava um pouco, parava. Andava um pouco, parava.
Ainda na Sé, em uma dessas paradas, de repente, uma moça (uns 16 a 18 anos, aparentemente) que estava na parte da frente do ônibus, gritou:
Ai! Mãe, ele pegou meu celular!
O que? - perguntou a mãe. E a moça respondeu:
Ele passou e pegou meu celular! - e, berrando mais alto: – É tudo CULPA DA DILMA, aquela FDP do c#*lho! Eu quero que ela morra!!!
Mãe e filha se levantaram, a mãe pensou em ir atrás, o cobrador disse que não adiantava mais…
...
Aiaiaiai!!! Vamos lá!
Professores da rede estadual de ensino de São Paulo estão em greve há exatos 64 dias! Repetindo: da REDE ESTADUAL.
O psdb (des)governa esse Estado há 20 anos e 5 meses (descontemos 10 meses de quando Lembo, então do pfl, assumiu após renúncia de Alckmin para se candidatar a Presidência).
Desses 19 anos e 7 meses, Alckmin esteve à frente do Governo de São Paulo:
  • de 06 de março de 2001 a 01 de janeiro de 20031, quando cumpriu restante do mandato de Mario Covas, após seu falecimento;
  • de 01 de janeiro de 2003 a 31 de março de 2006 (quando renunciou e o vice Lembo assumiu);
  • de 01 de janeiro de 2011 a 01 de janeiro de 2015;
  • de 01 de janeiro de 2015 a ... ?
Ou seja, só Alckmin, ficou no poder durante 9 anos e 1 mês, ou quase metade de todo mandato do psdb.
A luta dos professores da REDE ESTADUAL de ensino, de responsabilidade do GOVERNO ESTADUAL de São Paulo, que por sua vez tem como mandatário GERALDO ALCKMIN, é por melhores condições de trabalho, o que inclui salários e políticas educacionais.
Ou seja, a reivindicação é direcionada a este que, de acordo com os professores, não cumpre diretrizes educacionais e trabalhistas e desrespeita os profissionais.
Quem mesmo? Geraldo Alckmin, (des)governador do Estado de São Paulo.
Então, boa parte dessa categoria profissional, utilizando-se de um instrumento legítimo de luta, entrou em greve e, para que sejam ouvidos e mantenham o movimento vivo e fortalecido, fazem assembleias periódicas. Isso inclui passeatas, carreatas, andar pelas ruas, fechar trânsito, enfim, utilizar variadas estratégias para pressionar e tentar obter sucesso com suas reivindicações.
Por vezes, isso gera alguns transtornos, como trânsito parado, mas, enfim, são profissionais que merecem ser respeitados e terem sua luta respeitada.
Quando eventos assim ocorrem e a população fica irritada, indignada, enfim, incomodada demais por ter sua ida ou volta para casa/ trabalho/ escola/ faculdade, …, então temos diversas reações e uma delas é buscar culpados.
O que aconteceu então? Uma voz na multidão gritou: CULPA DA DILMA!
E Geraldo Alckmin, (des)governador do Estado de São Paulo por mais de 9 anos, de quase 20 de seu partido no poder, não é citado, não é lembrado por parte da população.
Voltemos à moça do ônibus.
Ela estava sentada à janela, digitando em seu celular encostado na janela que estava aberta. Onde? Na praça da Sé!
Quem mora em São Paulo sabe que, em determinados lugares, às vezes combinados com horários, é arriscado utilizar celular ou ostentar qualquer bem de valor. O centro da cidade é um desses lugares. A praça da Sé fica no centro da cidade.
(Sinceramente, fico brava em me sentir refém disso, em não poder usar livremente meu celular ou um tablet em determinados locais, mas, infelizmente, na nossa atualidade é assim e precisamos cuidar de nossos objetos. Eu, por exemplo, no centro da cidade, mantenho meu celular no silencioso e não atendo. Se precisar usar, entro em uma loja. Em ônibus uso, olhando atentamente ao redor e, inclusive nesse mesmo ônibus, mas não o “colo” na janela, até porque já vi reportagem mostrando esse tipo de furto/ roubo).
A postura da moça, em São Paulo é identificada popularmente como: “está pedindo para ser roubada”. Infelizmente foi isso. Infelizmente na terra (des)governada há 20 anos pelo psdb é assim.
Há algumas semanas notei que a base fixa da pm na Sé não está mais lá. Notei também a falta de policiamento ostensivo circulante.
Mas, hoje tinha um policiamento excessivo! Então, por que, mesmo assim a moça foi roubada?
Porque o excesso de contingente de policiais, incluindo tropa de choque, estavam ali por um único motivo. Reprimir a criminalidade? Combater furtos/ roubos, assaltos…? Não! Estavam ali porque PROFESSORES pacífica e legitimamente ocupavam um espaço público.
Enquanto andava pela Sé, atenta a (quase) tudo a meu redor, percebi a presença mais ostensiva de pessoas que estavam ali para se aproveitar da situação e praticar roubos/ furtos. Grande oportunidade, afinal, a “puliça” não estava de olho neles…
E quem é mesmo responsável pelo policiamento ostensivo? A pm. E a pm é responsabilidade de quem mesmo? Do Governo Estadual. E quem é mesmo o governador? Geraldo Alckmin, do psdb. Contra quem a população brada? Dilma (!!!???).
Podem dizer, referindo-se à duas situações: – Mas foi apenas uma pessoa!
Sim, apenas uma pessoa, mas que reflete a opinião e falsa percepção de muitas pessoas, alimentadas diuturnamente pelo ódio a um partido e a um Presidente e uma Presidenta que ousaram inovar e governar também para desfavorecidos, para excluídos de políticas públicas básicas. Ousaram, pela primeira vez, olhar para a maioria da população e investir em políticas para transformar suas vidas, levando-os a ascenderem, inclusive, socioeconomicamente.
Nas duas situações, a responsabilidade é do Estado.
Os professores estavam se manifestando contra a (falta de) política educacional do governador Alckmin e a moça foi roubada porque não havia policiamento ostensivo no local, dentre outros fatores e, também, porque faltam políticas de segurança pública.
Mas, para parcela da população, não importa a quem compete o quê. Importa apenas reproduzir cegamente o ódio que é cultivado diuturnamente por uma mídia ultrapassada, conservadora, compromissada com as forças mais retrógradas representadas por (pretensos) opositores que hoje estão fora do poder ao qual não conseguem retornar pelas vias legais. Unem-se e tentam por um golpismo que às vezes beira o infantil.
Embora isso ocorra em algumas partes do país, focarei aqui, onde vivo e onde essas duas situações aconteceram.
Pobre São Paulo! Pobre paulista!2


2 A frase ocorreu-me agora e considerei boa para fechar o texto. É trecho de uma música do Ira!.
Leia Mais ››