segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

O show de Cida Moreira no Sesc Ipiranga - Etelma T. de Souza

O show de Cida Moreira (10/01/16 – Sesc Ipiranga) foi simplesmente maravilhoso!
Que saudades de ver um espetáculo seu!...
Ou, como a própria disse: "Eu não tenho saudades, tenho lembranças"...
E minhas lembranças remetem a Bilbao Cabaré...

Durante o show, Cida Moreira disse que tinha cds à venda.

Perguntei:
— Você vai autografar hoje?
Ela respondeu:
— Claro. Como sempre faço. Algum dia não autografei? (ressalto que falou muito bem humorada).
Risadas. Ela voltou ao piano, mas, antes falou:
— Senti uma ponta de cobrança...
Risadas. Eu:
— Não, é que o último show seu que vi foi Bilbao Cabaré...
Ela:
— Bilbao Cabaré??? Você sabe de que ano é?
Risadas...
Eu:
— Melhor não falar...
Cida Moreira:
— É de 1989, nem eu tinha nascido ainda...
Kkkkkkkkk

Ela realmente é maravilhosa!

Voltando ao show.
Surpreendi-me com o repertório e vou destacar apenas algumas músicas para não alongar-me muito.
Começo com uma de que gosto muito e não conhecia com ela: Uma canção desnaturada.
Chico Buarque é genial (compositor), mas Cida Moreira interpretando Uma Canção Desnaturada é insuperável!!!
Aliás, Cida Moreira é insuperável em suas interpretações!

Ah, cantou Dolores Sierra... Amo!...
Amo tango! Amo cabaré e tudo o que remete a cabaré... rsrsrs
Cida Moreira interpretando tango então!...
E cantou outros...

Ao interpretar Os Açougueiros Felizes (pena que ainda não tem vídeo de Cida Moreira com mais esse tango...) apresentou-nos novo compositor (Boris Vian) e cantora (Letícia Coura – que fez a versão brasileira).
A música é simplesmente maravilhosa! Inicialmente lembra composição de tragédia grega (outro gênero que amo rsrs). É fantástica!

Então vem versos esclarecedores:

                    “Esse é o tango da Polícia Militar
                    Grande orgulho do povo brasileiro
                    Esse é o tango da violência salutar
                    Esse é o tango homenagem ao coveiro”

No início, rimos um tanto (é tanta desgraça que chega ao tragicômico... Isso, sem falar na magnífica interpretação de Cida Moreira!) e ao chegar a esses versos, para mim reveladores, esclarecedores, riram. Não entendi do que... Enfim, dá margens a diversas interpretações... (clique aqui para ver a letra na íntegra).

Mas, a maior surpresa para mim foi no momento do Bis.
Cida Moreira voltou e foi logo falando:
— Não me peçam para cantar Geni...
Risadas.
A plateia palpitando sobre o que cantar. Ela pensando, escolhendo.
De repente alguém pediu:
— Back to black!
UAU!!! Não acredito! Amo Amy Winehouse! Amo essa música! É uma de minhas preferidas! E naquele momento imaginei que seria demais a interpretação de Cida Moreira!
Momentos de suspense enquanto decidia e...
Back to Black!
Realmente demais! Surpreendente!
Saio de lá inebriada!
Foi muito emocionante.
Claro, chorei em alguns momentos... E, claro, comprei o cd, levei para autografar e tirei fotos com Cida Moreira...

Que SHOW! De interpretação, de piano, de musicalidade, de simpatia!... O tempo todo dialogando com a plateia...

Enfim, fiquemos atentos, pois ela fará alguns shows do espetáculo Soledade, em São Paulo. Irei a tantos quanto conseguir...

Muito obrigada, Cida Moreira, por nos brindar com esse grande espetáculo logo no início do ano!
_______________
PS: Também quero registrar um agradecimento especial a uma pessoa da equipe: Luci (ou Lucy?) Traça...

PS2: Após escrever o texto, e não vou alterar, fui pesquisar o “novo” compositor: Boris Vian – nascido em 1920 (falecimento em 1959)... Bem, não deixa de ser novo, pois só agora conhecemos...
Leia Mais ››

terça-feira, 9 de junho de 2015

Falácias como argumentos favoráveis à redução da maioridade penal - 1 - Etelma T. de Souza

A partir de hoje, postarei alguns tópicos desconstruindo os argumentos favoráveis à redução da idade penal.
Em cada post, trabalharei com um. A ideia é mostrar o quão frágeis são os tais "argumentos", pois não há base que os sustentem. Não resistem a análises e confrontos com a legislação vigente.
O tema de hoje é o argumento de que "adolescente pode fazer o que quiser que não pega nada". Vamos ver que não é assim. Que todo adolescente, a partir de 12 anos, em autoria da ato infracional, responderá por isso.
Então, vamos lá!
________________________

É importante as pessoas saberem que qualquer adolescente, e a partir de apenas 12 anos, responde por seus atos infracionais, ao contrário do que parcela da sociedade, induzida pela velha mídia, pensa.
E responde judicialmente desde atos mais leves, por exemplo quebrar uma vidraça (ato infracional de dilapidação de bem público ou privado) a atos mais graves (como assassinato).
São (seis) medidas socioeducativas a serem aplicadas de acordo com a gravidade do ato praticado:

- advertência;
- obrigação de reparar o dano;
- prestação de serviços à comunidade (PSC);
- liberdade assistida (LA);
- semi-liberdade;
- internação.

Infelizmente, temos problemas relacionados à falta de funcionamento de instituições, que não cumprem suas funções de fato.
Se as instituições funcionassem corretamente, a situação seria outra.
A ficha desse adolescente, ao completar 18 anos, não fica limpa, como disseminam e reproduzem por aí. A questão vai além disso.
Os atos praticados por ele e a medida aplicada, continuam acessíveis ao Judiciário, polícia, sistema prisional. O que acontece é que antes ele respondia como adolescente e a partir dos 18 anos responderá como adulto. É bem diferente. Ou seja, a partir dos 18 anos estará sob outro regime judiciário e penal. O que fez antes dos 18 anos, será de conhecimento, mas, como já pagou por seus atos, não pagará novamente. Pagará por novos atos e como adulto.
Portanto, um dos argumentos favoráveis à redução da idade penal, qual seja, o de que "adolescente pode fazer o que quiser que não pega nada" é uma falácia.
"Pega" sim e "pega" pesado.
Se observarmos bem, há medidas socioeducativas (essas que são tão criticadas pelo nome, mas um tanto complexas na execução) que se assemelham às penas para adultos, como a PSC, semi-liberdade e a internação (correspondente à prisão para adultos). Mas, se há algumas semelhanças, há diferenças. Por exemplo, um adulto tem diversos recursos a que recorrer após se sentenciado a uma pena por ter cometido crime. O adolescente não tem esses recursos. A partir do momento em que o/ a juiz/ a proferir a sentença, ele deverá cumprir. E será avaliado periodicamente, o que pode acabar implicando em aplicação de outra medida.

Quem quiser saber mais a respeito, é só consultar o ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente. As medidas  socioeducativas e explicações estão no art. 112.


Leia Mais ››

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA)

Que tal saber um pouco mais sobre o CONANDA - Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente? Segue um breve informativo, mas bem esclarecedor.
Para sabe mais, é só clicar abaixo.                      

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente - CONANDA é um órgão colegiado permanente de caráter deliberativo e composição paritária, previsto no artigo 88 da lei no 8.069/90 – Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Integra a estrutura básica da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR).

 Breve histórico
A CF de 1988 e a promulgação do ECA traz um novo olhar sobre a infância e a adolescência, ao incluir diretrizes da Convenção Internacional dos Direitos da Criança, aprovada por unanimidade na Assembleia Geral das Nações Unidas, em 20 de novembro de 1989, e assinada pelo Brasil em 26 de janeiro de 1990.
O Brasil é um dos poucos países que prevê legalmente a constituição de conselhos paritários e deliberativos na área das políticas para crianças e adolescentes, assim como a estruturação de conselhos tutelares eleitos pelas próprias comunidades.

Algumas das principais pautas do CONANDA são:
  • o combate à violência e exploração sexual praticada contra crianças e adolescentes;
  • a prevenção e erradicação do trabalho infantil e proteção do trabalhador adolescente;
  • a promoção e a defesa dos direitos de crianças e adolescentes indígenas, quilombolas, crianças e adolescentes com deficiência;
  • criação de parâmetros de funcionamento e ação para as diversas partes integrantes do sistema de garantia de direitos; e
  • o acompanhamento de projetos de lei em tramitação no CN referentes aos direitos de crianças e adolescentes.

 Finalidades e competências
Estão entre as principais competências do conselho:
  • buscar a integração e articulação dos conselhos estaduais, distrital e municipais e conselhos tutelares, assim como dos diversos conselhos setoriais, órgãos estaduais e municipais e entidades não governamentais;
  • acompanhar o reordenamento institucional, propondo modificações nas estruturas públicas e privadas;
  • oferecer subsídios e acompanhar a elaboração de legislação pertinente ao tema;
  • promover a cooperação com organismos governamentais e não governamentais, nacionais e internacionais;
  • convocar, a cada dois anos, a Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.
  
Composição
Conanda é um órgão colegiado de composição paritária integrado por 28 conselheiros titulares e 28 suplentes, sendo 14 representantes do Poder Executivo e 14 representantes de entidades não-governamentais que possuem atuação em âmbito nacional e atuação na promoção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes.
_____________________________________________
Coordenação-Geral do Conanda
Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da RepúblicaSetor Comercial Sul - B, Quadra 9, Lote C, Edifício Parque Cidade Corporate, Torre "A", 8º andar,Brasília, Distrito Federal, BrasilCEP: 70308-200Telefones: 61. 2025.3525 / 3524 / 3534 / 9192 / 3698 / 9689 / 9866Fax: 61.2025.9604conanda@sdh.gov.br


Leia Mais ››

sábado, 16 de maio de 2015

A greve dos professores de SP e o roubo do celular na Sé: CULPA DA DILMA! - Etelma T. de Souza



Nesta sexta, 15 de maio, por volta das 18h estava na praça da Sé para ir a Moema, onde tinha consulta agendada para as 19h15. Após 25 minutos de espera no ponto final de um ônibus que não aparecia, e alguma oscilação, decidi buscar outras alternativas. Um ambulante passou e nos disse que os motoristas haviam entrado em greve novamente. Começou um burburinho… Entraram, não entraram...
Fui até o início da fila perguntar se tinham visto ônibus quando chegaram e horário. Havia saído um às 17h30… Eram 18h25 e logo concluímos que dificilmente teria esse ônibus. As pessoas acostumadas a pegarem essa condução, diziam que o intervalo, em dias complicados, não passava de meia hora...
Fui até o largo S. Francisco e nada de ônibus. Decidi ir até a praça da Sé para tentar outras opções. Nisso, começamos a ouvir alto-falantes, carro de som. Eram professores da rede estadual de ensino, que estão em greve há 64 dias e começaram a se concentrar na região.
Incertezas… Pessoas dizendo que não teria ônibus, alguns ônibus passando lentamente em outro sentido e o trânsito começou a parar nas ruas próximas a Sé. Princípio de caos. Foi quando alguém gritou:
CULPA DA DILMA, aquela safada!
Enquanto isso, calculei meu tempo e achei que ainda dava para ir à consulta, apesar de arriscado, mas também pensava em voltar para casa. Poderia ir até a Ana Rosa… Nessa indefinição, resolvi andar pela Sé. Desci no metrô, pensei em pegar para casa, mas a linha vermelha nesse horário é um horror e hoje, exatamente hoje, faz 30 dias que passei por cirurgia (retirada de vesícula). Não, não daria para encarar o empurra-empurra no metrô. E eu nem levara meu atestado, pois com ele poderia ir no vagão reservado, porém, mesmo esse, em horário de pico é lotado e tem empurra-empurra…
Atravessei e fui até o outro lado da Sé. Ao sair da estação, deparei-me com a tropa de choque preparada para enfrentar bandi…, não, pera…
Andei mais um pouco e... outro contingente da tropa de choque. Fui em direção ao som, pois, a essa altura, decidira participar um pouco do movimento dos professores.
Andei mais e resolvi recuar (deprimente demais olhar para vários lados e ver a tropa de choque pronta para atacar professores e, sério, fiquei com medo...).
Voltei e em frente a Catedral tinha mais um grupo de professores. Fiquei um pouco e decidi ir embora, optando por pegar um ônibus direto para casa, mesmo que demorasse para sair dali.
Nesse momento, o trânsito começava a andar um pouco, muito lentamente, mas andava, assim como os professores que andavam para chegar à Av. 23 de Maio.
Enfim entrei no ônibus e fui sentar lá atrás.
Saímos. Andava um pouco, parava. Andava um pouco, parava.
Ainda na Sé, em uma dessas paradas, de repente, uma moça (uns 16 a 18 anos, aparentemente) que estava na parte da frente do ônibus, gritou:
Ai! Mãe, ele pegou meu celular!
O que? - perguntou a mãe. E a moça respondeu:
Ele passou e pegou meu celular! - e, berrando mais alto: – É tudo CULPA DA DILMA, aquela FDP do c#*lho! Eu quero que ela morra!!!
Mãe e filha se levantaram, a mãe pensou em ir atrás, o cobrador disse que não adiantava mais…
...
Aiaiaiai!!! Vamos lá!
Professores da rede estadual de ensino de São Paulo estão em greve há exatos 64 dias! Repetindo: da REDE ESTADUAL.
O psdb (des)governa esse Estado há 20 anos e 5 meses (descontemos 10 meses de quando Lembo, então do pfl, assumiu após renúncia de Alckmin para se candidatar a Presidência).
Desses 19 anos e 7 meses, Alckmin esteve à frente do Governo de São Paulo:
  • de 06 de março de 2001 a 01 de janeiro de 20031, quando cumpriu restante do mandato de Mario Covas, após seu falecimento;
  • de 01 de janeiro de 2003 a 31 de março de 2006 (quando renunciou e o vice Lembo assumiu);
  • de 01 de janeiro de 2011 a 01 de janeiro de 2015;
  • de 01 de janeiro de 2015 a ... ?
Ou seja, só Alckmin, ficou no poder durante 9 anos e 1 mês, ou quase metade de todo mandato do psdb.
A luta dos professores da REDE ESTADUAL de ensino, de responsabilidade do GOVERNO ESTADUAL de São Paulo, que por sua vez tem como mandatário GERALDO ALCKMIN, é por melhores condições de trabalho, o que inclui salários e políticas educacionais.
Ou seja, a reivindicação é direcionada a este que, de acordo com os professores, não cumpre diretrizes educacionais e trabalhistas e desrespeita os profissionais.
Quem mesmo? Geraldo Alckmin, (des)governador do Estado de São Paulo.
Então, boa parte dessa categoria profissional, utilizando-se de um instrumento legítimo de luta, entrou em greve e, para que sejam ouvidos e mantenham o movimento vivo e fortalecido, fazem assembleias periódicas. Isso inclui passeatas, carreatas, andar pelas ruas, fechar trânsito, enfim, utilizar variadas estratégias para pressionar e tentar obter sucesso com suas reivindicações.
Por vezes, isso gera alguns transtornos, como trânsito parado, mas, enfim, são profissionais que merecem ser respeitados e terem sua luta respeitada.
Quando eventos assim ocorrem e a população fica irritada, indignada, enfim, incomodada demais por ter sua ida ou volta para casa/ trabalho/ escola/ faculdade, …, então temos diversas reações e uma delas é buscar culpados.
O que aconteceu então? Uma voz na multidão gritou: CULPA DA DILMA!
E Geraldo Alckmin, (des)governador do Estado de São Paulo por mais de 9 anos, de quase 20 de seu partido no poder, não é citado, não é lembrado por parte da população.
Voltemos à moça do ônibus.
Ela estava sentada à janela, digitando em seu celular encostado na janela que estava aberta. Onde? Na praça da Sé!
Quem mora em São Paulo sabe que, em determinados lugares, às vezes combinados com horários, é arriscado utilizar celular ou ostentar qualquer bem de valor. O centro da cidade é um desses lugares. A praça da Sé fica no centro da cidade.
(Sinceramente, fico brava em me sentir refém disso, em não poder usar livremente meu celular ou um tablet em determinados locais, mas, infelizmente, na nossa atualidade é assim e precisamos cuidar de nossos objetos. Eu, por exemplo, no centro da cidade, mantenho meu celular no silencioso e não atendo. Se precisar usar, entro em uma loja. Em ônibus uso, olhando atentamente ao redor e, inclusive nesse mesmo ônibus, mas não o “colo” na janela, até porque já vi reportagem mostrando esse tipo de furto/ roubo).
A postura da moça, em São Paulo é identificada popularmente como: “está pedindo para ser roubada”. Infelizmente foi isso. Infelizmente na terra (des)governada há 20 anos pelo psdb é assim.
Há algumas semanas notei que a base fixa da pm na Sé não está mais lá. Notei também a falta de policiamento ostensivo circulante.
Mas, hoje tinha um policiamento excessivo! Então, por que, mesmo assim a moça foi roubada?
Porque o excesso de contingente de policiais, incluindo tropa de choque, estavam ali por um único motivo. Reprimir a criminalidade? Combater furtos/ roubos, assaltos…? Não! Estavam ali porque PROFESSORES pacífica e legitimamente ocupavam um espaço público.
Enquanto andava pela Sé, atenta a (quase) tudo a meu redor, percebi a presença mais ostensiva de pessoas que estavam ali para se aproveitar da situação e praticar roubos/ furtos. Grande oportunidade, afinal, a “puliça” não estava de olho neles…
E quem é mesmo responsável pelo policiamento ostensivo? A pm. E a pm é responsabilidade de quem mesmo? Do Governo Estadual. E quem é mesmo o governador? Geraldo Alckmin, do psdb. Contra quem a população brada? Dilma (!!!???).
Podem dizer, referindo-se à duas situações: – Mas foi apenas uma pessoa!
Sim, apenas uma pessoa, mas que reflete a opinião e falsa percepção de muitas pessoas, alimentadas diuturnamente pelo ódio a um partido e a um Presidente e uma Presidenta que ousaram inovar e governar também para desfavorecidos, para excluídos de políticas públicas básicas. Ousaram, pela primeira vez, olhar para a maioria da população e investir em políticas para transformar suas vidas, levando-os a ascenderem, inclusive, socioeconomicamente.
Nas duas situações, a responsabilidade é do Estado.
Os professores estavam se manifestando contra a (falta de) política educacional do governador Alckmin e a moça foi roubada porque não havia policiamento ostensivo no local, dentre outros fatores e, também, porque faltam políticas de segurança pública.
Mas, para parcela da população, não importa a quem compete o quê. Importa apenas reproduzir cegamente o ódio que é cultivado diuturnamente por uma mídia ultrapassada, conservadora, compromissada com as forças mais retrógradas representadas por (pretensos) opositores que hoje estão fora do poder ao qual não conseguem retornar pelas vias legais. Unem-se e tentam por um golpismo que às vezes beira o infantil.
Embora isso ocorra em algumas partes do país, focarei aqui, onde vivo e onde essas duas situações aconteceram.
Pobre São Paulo! Pobre paulista!2


2 A frase ocorreu-me agora e considerei boa para fechar o texto. É trecho de uma música do Ira!.
Leia Mais ››

terça-feira, 17 de março de 2015

ONU dando mais uma lição a brasileiros - Etelma T. de Souza

Conheço vários professores que desprezam Paulo Freire, claro, sem qualquer conhecimento, sem nunca ter lido um livro, texto, trecho... Sem qualquer contato com sua obra.
Não apenas desprezam, maldizem. Consideram-se críticos, mas são meros reprodutores de discursos alheios de quem também jamais teve contato com a obra de Paulo Freire.
Por isso, e outros motivos, claro, é que são professores, jamais serão EDUCADORES!...
Sim, pode-se não gostar de Paulo Freire. Pode-se discordar de seus ensinamentos. Pode-se não querer aplicar na escola... Porém, sem qualquer contato com a obra???
KKKKKKKKKKKKKK
Patéticos!
Por essas e outras é que lamento demais o nível (ou falta de) desses professores e sinto pena dos estudantes submetidos a esses meros reprodutores de ignorâncias... Ignorâncias, no plural, porque tais professores reproduzem diversos discursos de terceiros, sobre os mais variados assuntos, e sem qualquer embasamento, apenas a mera reprodução de "opinião" alheia. Esta, por sua vez, mera reprodução de veja, folha, globo...
_______________________________

Leia Mais ››

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Quem quer o "impítiman" de nossa Presidenta? - Etelma T. de Souza

                                      
Há alguns anos, estudei com uma pessoa cuja mãe tinha hepatite (acho que C, não lembro) e se tratava num dos hospitais mais caros de São Paulo. Tratamento particular. Caríssimo! Porém, os medicamentos, também caríssimos (mais de mil reais por mês), eram pegos gratuitamente no HC (Hospital das Clínicas).
A filha relatava, dando risada, como a mãe burlava sua condição social para pegar medicamentos no SUS e dizia que o único incômodo era ter que sair de casa às 5h, uma vez por mês.
Há alguns anos, prestei serviços como autônoma, para uma empresa cuja dona havia estourado em muito sua pontuação na CNH e a mesma deveria ser apreendida. Mas, o que aconteceu?
Pessoa bem relacionada, ela conseguiu que toda pontuação sumisse de sua CNH. Além disso, renovou sua carteira de motorista sem passar pelo mesmo que nós, míseros mortais, precisamos para renovar nossa CNH (não posso ser mais clara… rsrsrs).
Também conheci uma pessoa que assediava seus funcionários para passar a pontuação de sua carteira para eles (de novo CNH…). E fazia discurso de defesa da honra, honestidade e contra a roubalheira dos políticos.
Há empresas que não descontam o INSS de profissionais autônomos sob a justificativa de que “se nós pagarmos, vocês também pagarão… Vão descontar de vocês também”(como são caridosos!...).
Conheci pessoas que fazem bem o discurso anticorrupção, posam de revolucionários, detonam os políticos “safados, ladrões, corruptos...”, mas pedem nota fiscal falsa para apresentar às empresas em que trabalham.
Enfim, poderia trazer aqui vários outros exemplos, mas, pessoal e profissionalmente, é melhor ficar apenas com esses… rsrsrs
Presenciamos cada vez mais a velha mídia com discursos e práticas semelhantes a esses.
Nas redes sociais, é um absurdo o que está acontecendo! Fakes, coxinhas e outros que tais com discurso moralista, moralizante e com práticas contrárias a seu discurso. Basta ver a violência com que tratam vozes dissonantes, petistas e simpatizantes.
Vemos mulheres sendo ameaçadas porque relatam situações de violência contra elas. Vemos feministas sendo ameaçadas por… serem feministas e divulgarem seus pontos de vista.
JornaZistas se revelando aos montes. Cada dia aparecem mais e com discurso cada vez mais acirrado, incitando à barbárie!
Sabemos quem são os donos desses veículos e que sonegam impostos (sabe-se lá que outros crimes cometem, além do que aparece).
Sabemos que a elite adora sonegar impostos e detesta respeitar direitos, como, por exemplo, o de suas empregadas domésticas.
Políticos golpistas que não conseguem chegar ao poder pelo voto. Endinheirados, donos de meios de comunicação, mega latifundiários que colocam seus mandatos a serviço dessa elite, a serviço deles mesmos…
Médicos com posturas antiéticas e criminosas. Só para ficar em 2 casos dessa semana: uma mulher foi denunciada por um médico porque chegou ao hospital após ter feito um aborto; uma mulher com câncer, teve seu marido expulso sob xingamentos do Hospital Albert Einstein. Seu “crime”: foi ministro de Estado. Ainda não temos certeza de que foi uma médica, mas, de qualquer modo, aconteceu num ambiente hospitalar e foram “profissionais” desse hospital que protagonizaram o episódio.
Tem também as barbaridades (crimes mesmo) que médicos estão cometendo para sabotar o Mais Médicos. Como eles podem prejudicar pacientes, simplesmente por que discordam de uma política pública de saúde?
Enfim, o que vemos são “filhos bem nascidos e criados, pais bem criados” vandalizando nas redes sociais e na velha mídia.
É exatamente essa elite corrupta e corruptora que brada pelo “impítiman” de uma Presidenta recém-eleita DEMOCRATICAMENTE, pela maioria da população de nosso país.
É essa elite corrupta e corruptora que brada pelo “impitiman” de uma Presidenta que NÃO tem sequer uma acusação contra ela!
É realmente uma elite muito burra e mera reprodutora das asneiras alheias. Sequer sabem o que é necessário para se estabelecer um processo de “impítiman”…
Leia Mais ››

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Estado Democrático de Direito??? - Etelma T. de Souza


Vivemos num estado Democrático de Direito, certo?
Certo???
Então por que ainda vigoram preceitos estabelecidos na ditadura? Por que resquícios militares ainda existem e são acatados?
Até hoje nenhum Presidente ousou, e creio que nem ousará, mexer com esses que envergonham a história de nosso país ao terem cometido os mais brutais crimes, torturas e assassinatos e até hoje permanecerem impunes!
Eles riem da sociedade civil! Riem e tripudiam das vítimas de suas atrocidades! Riem da barbárie perpetrada nos anos de chumbo!
Invadem os espaços democráticos, legalmente constituídos e tripudiam, se impõem, impõem sua ideologia macabra.
Ninguém ousou, e creio que nem ousará, mexer com os "benefícios" de militares, dentre os quais, para mim, um dos principais, e que já deveria estar extinto desde que a Democracia foi restabelecida é a pensão vitalícia a filhas de militares, desde que não se casem.
Oras, é mais do que sabido que elas têm filhos, casam-se (só não oficialmente, para continuarem mamando nas tetas do governo).
Por que isso??? Por que nossos impostos têm que sustentar essas... ?
Oras, filhos de civis, quando o pai morre, têm direito à pensão até os 21 anos de idade. Por que filhAs de militares têm pensão vitalícia??? E, os valores são altos. O menor de que tenho notícia é de R$ 3.800,00 (três mil e oitocentos reais) e o maior (deve haver maiores, claro) R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais). Poderia ser de um salário mínimo, o principal aqui é: por que, em plena Democracia (???) temos que sustentar filhas de militares???
Em 2001 uma MP (2.215-10)  “estabeleceu que, para garantir a pensão eterna à família, os militares teriam de contribuir com 1,5% do soldo”. Apenas 1,5% para garantir pensão vitalícia! Ou seja, mexeram, mas só um pouquinho, e, claro, para manter o benefício!
Por que, em plena Democracia o Brasil ainda mantém polícias militares???
A pm deve ser EXTINTA! Sim, extinta e não desmilitarizada como pedem (aliás, para mim esse termo é ridículo! Como desmilitarizar se militar é sua essência??? Dá para “desjudicializar” a justiça?). Desmilitarizar NÃO! EXTINGUIR.

A Comissão da Verdade foi um avanço limitado e precisamos avançar ainda mais, seguir o exemplo de países da América do Sul, como Uruguai, Argentina..., em que não apenas os crimes foram colocados a descoberto, mas os criminosos foram julgados e punidos.
Leia Mais ››